Imagem

Com açúcar ou sem açúcar? Pode parecer uma dúvida simples, mas é uma interrogação quase sempre presente nos momentos de escolha no consumo dos alimentos presentes desde um rápido lanche “desprogramado” em uma loja de conveniência até uma jantar mais que programado para o final de semana. Fazer opções sem a presença ou com baixo teor de açúcar para muitos pode até não fazer diferença em uma semana, um ano ou até um pouco mais de tempo, no entanto se a preocupação tem foco no futuro, optar pelo pouco ou não consumo de alimentos ricos em açúcar vai ajudar ao desapego de “vícios” da comilança, digamos assim!

Muitas manias fazem parte do nosso cardápio cultural, outras, são adaptadas pela a nossa vontade. O simples fato de comer um docinho após o almoço ou de encher a sacola de doces na hora de uma prova- lembrete especial aos estudantes de plantão- são costumes que acabam ganhando rotina. E qual o mal nisso tudo? Pode-se dizer que sem sombra de dúvida: O EXAGERO.

Deliciar o sabor doce é viver a vida de forma mais doce? Faz até sentido isso, mas e a saúde como fica? Uma das saídas é dar oportunidades para você mesmo experimentar outras opções que sejam mais light ou até mesmo descobrir novos sabores do doce saudável das frutas. No caminho de experimentações sempre surge uma boa descoberta.

É importante lembrar que existem vários tipos de açúcar no mercado. Uns são mais saudáveis que outros, mas em termos de calorias possuem semelhante teor. Então, não exagere! A partir disso, você pode acreditar que o uso em grandes porções do adoçante é uma boa saída, mas não é. À medida que a quantidade é maior do que o necessário, vamos educando o nosso organismo a sentir cada vez mais necessidade do doce aguçado.BEM, SEM UM RESPALDO APROFUNDADO, O QUE POSSO AFIRMAR É QUE ESSA CONCLUSÃO CITADA ACIMA ACONTECEU COMIGO E PESSOAS QUE EU CONHEÇO.

Achei as informações abaixo em um site e para os curiosos de plantão, como eu, o texto abaixo mostra mais detalhes sobre cada tipo de açúcar:

Açúcar cristal: para que o resultado seja este tipo de açúcar, o caldo de cana passa por processos de purificação, evaporação, cristalização, centrifugação e, por último, pela secagem. A partir do açúcar cristal outros tipos de açúcar, como o refinado e o confeiteiro, são obtidos. O açúcar cristal, portanto, passa por menos processos na hora de ser preparado. 

Açúcar refinado: tipo de açúcar conquistado a partir da diluição do açúcar cristal. A calda obtida passa por diversos processos até chegar ao peneiramento. A porção mais fina é separada para a obtenção do açúcar de confeiteiro e, o restante, é o açúcar refinado. 

Açúcar de confeiteiro: após o peneiramento do açúcar para a separação dos grãos que vão dar origem ao açúcar refinado e de confeiteiro, amido é adicionado. A finalidade da junção é evitar a aglomeração dos pequenos cristais, formando assim, o açúcar de confeiteiro. 

Açúcar light: ele é obtido a partir do açúcar refinado, quando o adoçante artificial chamado sucralose. Com o poder de dulçor 600 vezes maior que o da sacarose, o adoçante garante que a ingestão calórica seja menor, quando comparado ao consumo de açúcar refinado. 

Açúcar mascavo: por não passar pelo processo de refinamento, a qualidade nutricional do açúcar mascavo é melhor, em relação ao açúcar refinado. Ele apresenta vitaminas e minerais que não estão presentes na versão refinada. 

Açúcar orgânico: o diferencial deste tipo de açúcar é que a cana utilizada em sua fabricação é cultivada sem fertilizantes químicos. Além disso, o açúcar orgânico utiliza processos apoiados na sustentabilidade do meio ambiente, desde o plantio até a etapa final. Suas características nutricionais se assemelham com as do açúcar mascavo. Portanto, apresenta uma quantidade maior de vitaminas e minerais em relação ao açúcar refinado.

 

Anúncios

Sobre Mônica Gominho

Sou Mônica Gominho, muito prazer! Jornalista graduada, apaixonada por saúde e tudo que ofereça bem- estar ao corpo e a mente. Hoje, cultivo novos hábitos sem paranóias e sem fugir da comida e das críticas da família e de amigos. Com boas escolhas alimentares, leitura e a prática de exercícios físicos, a amizade com a balança não é mais uma guerra, é apenas consequência das minhas novas escolhas por uma qualidade de vida presente e futura. Alimento o pensamento de que a colheita de amanhã é um reflexo do que somos e escolhemos hoje. Ter saúde, em algumas situações, também pode ser opcional, basta que você cuide de você mesmo!

Muito bom contar com a sua interação saudável ;)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s